A vida precisa de internet



Talvez você concorde com esta afirmativa, ou não. Eu não posso imaginar minha existência sem Ela (e Ela como a conhecemos está serissimamente ameaçada, por parte de diversos mecanismos de poder mundo afora). De qualquer forma A vida precisa de Internet (“Life needs internet”) é um projeto de Jeroen van Loon sobre o impacto da Internet nas nossas vidas. Pouca gente sabe que da população mundial, apenas 38% usam Internet. Foi por isso que Jeroen, holandês, formado em mídia digital num país altamente tecnológico, começou o projeto em 2010, viajando às paradas mais longínquas da Holanda. Foi conferir tanto aquelas sociedades que vivem sem acesso a computador, quanto países onde a tecnologia domina ainda mais que no ocidente, a Cingapura, a Coréia do Sul, por exemplo. Uma vez na Papua ocidental, Indonésia, ele conheceu, entre muitos locais, este senhor de nome Izar, que não sabia sua idade, não tinha uma ocupação formal, e que perguntado “O senhor poderia explicar o que é a Internet?”  ele respondeu “Internet é cultura”. Vale a pena conferir o trajeto percorrido por Jeroen, desde Izar, até um cidadão ocidental, que só conheceu o mundo com computador.

Jeroen também queria testar como seria sua vida offline. Durante a viagem, começou a escrever o que ele chamou de “blog analógico”, com máquina de escrever, reproduzindo seus textos por mimeógrafo. Percebeu como o seu ritmo mudou de multi-tarefa-dispersivo para um estado mais concentrado e quieto. O projeto cresceu, envolveu muito mais gente e ganhou seu próprio site www.lifeneedsinternet.com onde cartas  vindas do mundo todo, e escritas de próprio punho por centenas de pessoas, são exibidas respondendo à pergunta: “Como você se sente com a importância de se ter um computador e Internet hoje em dia e como possuir ou não um computador influencia o seu cotidiano?”


Além da sinceridade dessas correspondências, a gente pode saborear alfabetos estranhos e a caligrafia de pessoas reais, que resolveram escrever para o projeto.  Qualquer um pode baixar o PDF, em diversas línguas, responder a mão, enviar por correio ou por email (a folha escaneada) se quiser participar. Também a idade, a localidade e a ocupação de quem escreve são dados relevantes para o autor. A ideia é pensar o comportamento digital, compartilhar experiências pessoais e gerar uma obra híbrida, entre a Internet e o mundo físico, que no momento está exposta online mas também no Museu da Comunicação de Haia, Holanda.

Jeroen van Loon continua pesquisando e criando trabalhos que discutem o mundo digital. Com “Life needs Internet” ele ganhou o prêmio Jovem Talento Europeu em 2012. E você pode conhece-lo no vídeo no top desse post, em uma apresentação de 5 minutos ao TEDtalentSearch.

Compartilhe sua opinião