Slow Fashion


​​Moda consciente, sustentável e questionadora de hábitos

A indústria têxtil é a segunda maior colaboradora para a poluição mundial. A lógica de consumo de roupas é desenfreada e em resposta a isso, o “slow-fashion” aparece como forma de contrapor o “fast-fashion”, que produz roupas em massa através de exploração de trabalho e de destruição do meio ambiente.

Em seu vídeo “Moda consciente”, Nataly Nery, uma youtuber paulista, explica de maneira muito didática como funciona essa lógica de consumo e como ela surgiu.

Para consumir moda de forma consciente, é preciso primeiro entender a si mesmo não como manequim de loja, mas como contador da sua própria história. E há algumas maneiras de fazer isso, sem que seja necessário consumir de maneira irresponsável. É recomendável que se use brechós, ateliês de costureiras autônomas, trocas de roupas… Até mesmo aprender a confeccionar as próprias roupas pode se tornar uma possibilidade.

Uma rápida busca na internet pode te levar ao brechó mais próximo da sua casa. Considerem o slow-fashion em suas vidas!

Curtiu? Se inscrevam no canal da Nataly!

Siga o TREVOUS nas redes sociais: Instagram, Twitter e Facebook.

Compartilhe sua opinião