Flash Day: estilo e velocidade


Entenda a tendência de fazer tatuagens pré-fabricadas

Em seus vários tamanhos, cores e estilos, a tatuagem é algo que sempre chamou a atenção de pessoas de todas as idades, fazendo sucesso principalmente entre os jovens. Pelo que parece, a tendência da Flash Tattoo voltou dos anos 90 com força total. No que consiste essa prática?

Ao longo dos anos, a ideia da tatuagem foi ganhando força e sendo impulsionada com a ajuda de alguns movimentos musicais e artísticos no geral, indo desde o movimento hippie, passando pela cultura hip hop, até o movimento punk. Dizem, inclusive, que a arte de registrar o corpo possui uma história milenar, sem haver concordância sobre seu local e época de origem.

Entre uma de suas diversas modalidades, aparece, no final dos anos 90, a Flash Tattoo. Considerada uma forma rápida e prática de se tatuar, é nada mais do que a escolha de desenhos apresentados pelo tatuador. Um “cardápio” de tatuagens para pronta consumação, se preferir.

Já tendo estabelecido e organizado alguns de seus desenhos mais práticos, o tatuador os coloca à disposição em um evento em que estiver participando, ou em seu próprio estúdio, para que as pessoas possam escolher rapidamente o que mais combina com elas. A sessão costuma ser bem rápida e o preço bem menor do que o habitual.

Entrando mais uma vez em cena, hoje em dia é comum encontrarmos Flash Days ocorrendo em galerias de arte, bares, barbearias, festas e eventos variados. A ideia é proporcionar uma experiência diferente que marque – literalmente – a pessoa que decidir entrar na onda.

Já imaginou ir cortar o cabelo e voltar com o pescoço ou braço tatuados? E sendo puro improviso, você teria coragem?

Siga o TREVOUS nas redes sociais: Instagram, Twitter e Facebook.

Compartilhe sua opinião