Sintonia


Uma produção Kondzilla com a Netflix pra levar o mundo do funk para as telas

Sintonia é a mais nova produção brasileira realizada pelo Netflix. A narrativa trazida para as telas é das periferias de São Paulo. De uma maneira muito sensível, diferentes temas como a perda, o crime, a evangelização, e a arte são abordados, trazendo também muito da cultura local através de expressões e hábitos dos personagens. Além disso, a trilha sonora é recheada de funk como é de se esperar de um trabalho do Kondzilla!

Três amigos, Nando (Christian Malheiros), Doni (João Pedro Carvalho) e Rita (Bruna Mascarenhas), que tem uma relação afetiva muito forte, protagonizam a trama. Nando e Rita são irmãos, mas têm uma história de família complicada. Doni, por outro lado, é o “playboy da favela” – como muitas vezes é chamado. Vive com os pais, sob uma condição financeira mais favorável que a dos amigos.

É muito importante ver a humanidade com a qual a dramaturgia retrata certos personagens, que podem muito facilmente cair em estereótipos inúteis a uma narrativa séria. Nesse sentido, todos os personagens centrais são desenvolvidos em diferentes nuances. Além de tudo, o elenco faz um ótimo trabalho. O Christian, ator que interpreta o Nando, que é possivelmente um dos papeis de mais difícil interpretação, se destaca com um trabalho de atuação incrível.

Doni tem o sonho de conseguir produzir seus funks e se realizar como MC. Nando já tem filho e esposa e vive do tráfico para pagar as contas. Rita vai se virando do jeito dela. É necessário frisar que a série fala muito sobre o afeto entre esses três personagens e a importância dessa relação para cada um deles. De um modo bem clássico de se contar histórias nesse tipo de formato, a série consegue tocar em pontos fundamentais para o quadro social brasileiro. Dessa forma, é profundamente política ao passo que é simultaneamente um drama envolvente.

 

​Curtiu? Confere lá no Netflix!
E sigam o TREVOUS nas redes sociais 🙂
Instagram, Twitter e Facebook.

Compartilhe sua opinião