Sobre aprender


Bom, esse é o meu primeiro post, e acabou que o que mais me preocupava se tornou o tema deste texto: aprender!

Quando criança, na escola, eu gostava de escrever. Adorava as aulas de redação, onde podia transferir todas as minhas ideias para o papel. Embora os textos não tivessem uma exigência tão grande como agora me arrisco a dizer que eles ficavam bons. Porém, com o passar do tempo, fui me interessando por outras coisas e me afastando da escrita. Hoje me sinto um pouco inseguro e desconfortável para escrever um texto literário. Acho que não consigo expressar bem as minhas ideias dessa forma e agora percebi que preciso voltar a praticar.
Esse exercício é fundamental na vida de todos. Estou aqui exercitando algo que estava adormecido, e espero que no decorrer dos próximos eu vá me sentindo cada vez mais confortável para expressar minhas ideias.

Sou Designer. Aprendi na faculdade e no decorrer dos anos a me expressar graficamente, ou volumetricamente, através de 3D´s, mockups digitais, ilustrações, desenho ou fotografias, deixando sempre os textos descritivos o mais técnico possível para esconder essa falha, que mais cedo ou mais tarde teria que confrontar.

Eu tenho uma fome de aprendizado estranha e de certo modo nociva. Às vezes me interesso por coisas demais, e isso me desfoca de outras atividades.

Não é raro estar lendo para estudar algo, e quando chega num ponto mais chato (que todas as coisas tem esse ponto de convergência), olho para o lado e vejo outra coisa que parece ser mais legal! Ai lá vamos nós! Mais uma tarefa que ficou pelo caminho e mais uma que tem grande possibilidade de também ficar (a escrita é o melhor exemplo nesse caso).

Nos últimos anos aprendi a fotografar, escalar, mergulhar entre outras coisas, e deixei pelo caminho outras das quais gostava muito, como música, desenho e outras coisas, inclusive a escrita, por conta de aparecer algo “mais legal”. Sempre soube dessa deficiência e nunca tentei confrontar isso, mas agora eu me policio para voltar a estudar o que é importante e não começar o que não vou terminar.
Há tantas coisas legais para se aprender e há também outras que são essenciais. Cabe a cada um definir essa fronteira, e encontrar interseções entre elas. Escrever mais e ter isso como um constante exercício, vai me ajudar a organizar melhor as minhas ideias e facilitar a compreensão do meu trabalho.

Então é essa parada ai! Todo mundo pode aprender qualquer coisa. Um exemplo prático disso, é que já desenhei mil vezes melhor do que desenho hoje em dia e constantemente  ouço pessoas falando que queriam saber desenhar bem. Todos podem desenhar. Na verdade todos desenham. Quando crianças nós passamos grande parte do nosso tempo desenhando, porém quando vamos envelhecendo, surgem coisas mais legais para fazer e vamos praticando cada vez menos, até que paramos. Aprendizado é cíclico! Uma coisa sempre se desdobra e leva a outra.
Se todos continuassem desenhando, iriam naturalmente evoluir. Claro que dom nato ajuda, mas tudo é evolução. Desenhar é enxergar bem, musicar é ouvir bem, e fazer qualquer coisa bem é praticar. Prática e estudo leva no caminho da perfeição, e então vamos lá! A Internet esta ai! Informação de tudo que é tipo, de todos os níveis na mão de todos! Estude, pratique e não deixe o seu cérebro inerte.

Compartilhe sua opinião