Vince Gilligan e a arte da observação


Como o criador Breaking Bad e Better Call Saul constrói suas aberturas

*AVISO SPOILERS DE BREAKING BAD E BETTER CALL SAUL ABAIXO*

Se você já assistiu algum episódio de Breaking Bad, com certeza já deve ter notado que um dos seus grandes diferenciais são suas aberturas. Seja em preto e branco ou em cores, simulando uma propaganda de Los Pollos Hermanos ou um clipe de música mexicana. Essas aberturas se tornaram tão icônicas, que as vezes são a parte mais memorável de um episódio. 

O que muitos não sabem é que essas aberturas, ou teasers como são chamadas em inglês, são essencialmente ligadas a criação da narrativa do programa e eram um laboratório onde Vince Gilligan, criador da série, e seus roteiristas e diretores brincavam montando cenas criativas, sem truques baratos e principalmente sem menosprezar a inteligência do público. Desta forma conseguiam atrair ainda mais o espectador para o episódio.

Esses teasers, apesar de terem suas particularidades em cada episódio, geralmente seguiam uma construção nos seguintes estágios:

*cenas tiradas de Breaking Bad T01E01: “Piloto”:

1) Contemplação: Por alguns quadros se observa um objeto ou uma paisagem/ambiente relacionado a cena que irá acontecer, não necessariamente acrescentando ao espectador alguma informação relevante sobre ela, quebrando a regra que diz que mostrar o ambiente é uma ótima forma de contextualizar o público.

Observamos paisagens do deserto.

2) Uma ação ocorre: Nesse ponto em que o teaser começa a se desenvolver. É geralmente composto de ações simples, por exemplo: Uma calça cai… E um trailer sai acelerado.  Elas servem para quebrar a monotonia da observação e começar a nos dar uma ideia do que está ocorrendo. Vale ressaltar também que muitas vezes ao longo da série, a forma em que tais ações são gravadas nos dão um ângulo diferenciado, quase como se tivéssemos um ponto de vista exclusivo sobre a ação e, por tanto, nos fazendo observar a cena mais um pouco.

Uma calça cai…
E um trailer sai acelerado.

3) Contexto: Finalmente fica claro quem está agindo, o que está fazendo e em que contexto na história da temporada, visto que muitas vezes as ações de um teaser podem ser ligadas as últimas cenas do episódio anterior.

Walter (ao qual ainda não fomos apresentados) está dirigindo em fuga.
Pinkman (que ainda não conhecemos também) está apagado…
E o trailer está bagunçado com um homem também apagado no chão.
Walter bate com o Trailer.
Sai e fica em pânico ao ouvir sirenes de polícia.
Se veste, prende a respiração e entra no trailer novamente.
Pega uma pistola…
sua carteira e uma câmera.

4) Trabalhando Ideias: Por último, a cena está aberta e assim é possível trabalhar as ideias antes da vinheta de abertura. É nesse momento em que o tom e a trama principal dos episódios podem ser ditados já deixando o espectador dentro da história.

Walter começa a gravar uma mensagem para sua mulher e filho.
(E é nesse ponto em que começamos a ter ideia de quem ele deve ser, e de que, pelo tom do vídeo e a sirene da policia deve ter um final trágico logo em seguida).
Ele vai para o meio da estrada…
Ele vai para o meio da estrada…
Engatilha sua arma…
E aponta na (possível) direção de onde a policia está vindo.

Até aí, esses estágios podem soar como uma estratégia banal, porém eles são uma ferramenta intrinsecamente ligada com um objetivo que a série tem com sua narrativa. 

Tanto Breaking Bad quanto Better Call Saul, série derivada também criada por Gilligan, são estudos sobre o processo lento de decadência de dois homens. Ambos em diferentes circunstâncias e em diferentes condições, mas  com um fim equivalentemente trágico (ou só para Walter White, visto que a ultima temporada de Better Call Saul está prevista pra ser lançada só no ano que vem).

Dessa forma, ao invés de nos jogar dentro da história e fazer com que somente ela seja o que nos prende para continuar a série
 (como muitos programas atualmente fazem), Vince Gilligan nos propõe e nos provoca a ficarmos no papel de observadores mais do que de espectadores. nos fazendo admirar e assistir cada aspecto de cada cena, como cada pequeno fator ao redor de seus protagonistas, Walter e Jimmy, e aos poucos nos tirando da ansiedade de simplesmente ter respostas sobre a trama o quanto antes. 

Outra coisa interessante de se notar é que os teasers não só têm uma estrutura pensada como também um propósito: Um papel narrativo, definido em cada episódio. Com exceção daqueles que começam com a última cena do episódio anterior, essas aberturas geralmente se encaixam nas seguintes categorias:

 

1) Flashfowards: Geralmente usados para criar mistério, mostrando ao público algo que ainda deve acontecer na serie mas sem ter a minima noção de como. 


*cenas tiradas de Breaking Bad T02E01:
 “Seven Thirty-Seven”:
1 – Contemplação: Olhamos para partes diferentes de uma casa.

2 – Ação: Ouve-se uma sirene…
um olho flutua na piscina…
…E é sugado pelo filtro.
3 – Contexto: o olho é de um urso de pelúcia…
4 – Trabalhando Ideias: Esse urso estava pegando fogo.

2) Flashbacks: Servem geralmente de metáforas. Como as duas séries mostram um processo de transformação, intercalar sequências de diferentes épocas de um personagem nos fazem refletir sobre em que condições ele estava e em que condições ele se encontra.

*cenas tiradas de Breaking Bad T05E14: “Ozymandias”:
1 - Contemplação: vemos um vidro com um liquido…
1 – Contemplação: vemos um vidro com um liquido…
2 - Ação: que começa a borbulhar.
2 – Ação: que começa a borbulhar.
Passamos por alguns vidros com produtos químicos.
Passamos por alguns vidros com produtos químicos.
3 - Contexto: Estamos vendo uma cena que não foi mostrada no primeiro episódio da série, com Walter e Pinkman cozinhando no Trailer.
3 – Contexto: Estamos vendo uma cena que não foi mostrada no primeiro episódio da série, com Walter e Pinkman cozinhando no Trailer.
Pinkman questiona o que fazer agora.
Pinkman questiona o que fazer agora.
E Walter diz que eles devem aguardar a reação química.
E Walter diz que eles devem aguardar a reação química.
Walter sai do trailer…
Veste sua camisa e pega seu telefone,
Se afasta e liga…
Para Skyler.
Os dois conversam sobre o nome do bebê e planejam o que fazer a noite.
Após a ligação acabar, tudo começa a sumir aos poucos…
Como a estabilidade e segurança que Walter tinha naquela época…
E que nunca mais voltaria a ter.

3) Fora de foco: Geralmente são as que mais tentam fugir da estrutura normal dos teasers. São formadas de ideias que focam no imagético e parecem nos tirar da narrativa da série, quando na verdade, estão nos dando informações sobre a trama sem que notemos. 

*Cenas tiradas de Better Call Saul T05E03: “The Guy For This”: 
1 – Contemplação: começamos com o que parece uma de pouca profundidade de campo.
2 – Ação: Uma formiga sobe no asfalto, e entendemos que estamos em uma visão muito aproximada do chão.
3 – Contexto: Ela se aproxima do sorvete que foi largado na calçada por Jimmy antes de entrar no carro de Nacho Varga.
Ela chega ao topo do cone…
Aos poucos mais formigas se juntam.
E mais formigas…
E mais…
Até que se forma um grupo enorme.
4 – Trabalhando Ideias: Pela quantidade de formigas juntas…
conseguimos entender que Jimmy…
Entrou no carro há muito tempo.

É nessa parte em que Breaking Bad e Better Call Saul acertaram tanto. Independente de o quão forte uma premissa pode ser, as vezes o que é mais importante dentro de uma história é saber como contá-la, explorando cada recurso disponível de forma criativa. É assim que Vince Gilligan fez com sua direção criativa em suas obras, dando propósito narrativo para seus teasers, e se utilizando de cada recurso possível para nos fazer observar mais do que assistir cada aspecto de suas histórias. 

5 Comentários

Junte-se à discussão e diga-nos a sua opinião.

David de Araújo Maiaresponder
24 de junho de 2020 em 8:01 PM

Show de bola muito bom

Cláudia Campochãoresponder
25 de junho de 2020 em 7:02 AM

Olhar preciso de quem já domina a técnica.

Flávioresponder
25 de junho de 2020 em 7:12 AM

Muito bom, parabéns Yuri pelo trabalho.

Solon Gonçalves Santosresponder
25 de junho de 2020 em 7:34 AM

Muito legal Yuri. Parabéns pelo belo trabalho.

Adriano Maiaresponder
27 de junho de 2020 em 7:13 AM

A sétima arte faz parte da nossa vida. Parabéns pelo seu trabalho.

Deixar uma resposta

Share